30 de outubro de 2008

peço-Te

Jesus…, o que se passa?

(risco o canto da folha, dobro a ponta da alma… tenho medo de continuar…)


Não sei o que é isto. Estou triste, mas nem sei se me apetece barafustar contigo. Não é como das outras vezes em que o dia corre mal, desabafo a noite e depois acordas-me com o sol. Não é. Tu sabes que não é.
Já são muitos dias, muitas noites… e eu não percebo. Têm sido tão difíceis… Porquê? Tem de ser assim?
Peço-Te todos os dias e sei que me ouves. Sei também que Te rezo por alguém que amas muito, que (ch)amas como não Te conheci em mais ninguém.
Sei, sabemos, que Te peço, com imenso carinho, que o ajudes. Só quero, queremos, que seja feliz.
Então, Jesus, porquê tanto sofrimento?
Desculpa. Vocês são uma dupla fantástica… a felicidade e o sorriso… todos os dias… de tanta gente.
Ele precisa de Ti.
E eu peço-Te, inteiro, para ele.




Ah… Jesus… e aquelas vozes tristes?
Tu também sabes como para elas é particularmente difícil agora. Olha por elas. Sorri-lhes.


Obrigada.
Obrigada a Ti, Jesus, e a todos vocês, todos, que me ensinam a sentir.

2 comentários:

joaquim disse...

Ni

Faço minha esta tua oração que saiu do mais fundo e terno do teu coração.

Quem reza assim é sempre ouvido mesmo que por vezes lhe pareça que não.

Só o Espírito Santo pode rezar assim em nós, em ti.

anjo azul disse...

Muito profundo! Emocionei-me... é sempre bom no fim d dia deparar-nos com este meio de comunicação com Deus. Parabéns por este espaço, está muito, digamos "limpo".
Tudo de bom!