18 de novembro de 2011

HINO

.
.



Vimos, ao cair da noite,
Confiar-nos, ó Senhor,
Ao poder das vossas mãos.
Sem a vossa protecção,
Tudo perde quem Vos perde.
Só em Vós tudo renasce.
Só por Vós renasceremos
Para a vida de amanhã.

Vai o dia declinando
E só Vós renovareis
O mistério da alvorada,
Recordando em cada aurora
A primeira luz do tempo,
Quando a vossa Caridade,
Infinito amor em acto,
Se exprimiu na Criação.

Noite em noite, a voz do vento
Vem lembrar a vossa voz,
Voz de aviso e de perdão.
Vem lembrar a todo o homem:
Coração que Vos não ame
E não ame os seus irmãos
Trai a vida que lhe destes
E naufraga na mentira.

Vosso espírito de fogo,
Que desceu de além das nuvens,
Não se extingue sobre as águas.
Assumindo a nossa carne,
Vos fizestes companheiro
De quem anda sobre a terra
E rasgais aos nossos passos
Os caminhos da alegria.

Não deixeis de estar, Senhor,
Tão atento às nossas lágrimas,
Pronto sempre a socorrer-nos.
Pois que tudo renovais,
Renovai as nossas forças
Na paixão de Vos servir.
E na paz da vossa graça
Seja vossa a nossa noite.


Hino das Vésperas
.
.

2 comentários:

O sofrologista católico disse...

Toda e qualquer palavra que pronunciamos ou escrevemos transforma o mundo em que nos movimentamos, transforma-nos a nós próprios e ao nosso lugar neste mundo. Obrigado a este blogue.

AFRICA EM POESIA disse...

PARA TI:::

Com um beijinho

Vida...

Que será?
Como será?
Como a descrever?

A vida é tanta coisa
É tão linda...
É tão feia...
É cor de rosa...
Ou até cinzenta...

Mas é...
Porque a sentimos...
A vemos passar...
Quase sempre a Correr...

E nesta vida...
É o que tu dizes...

Há-de cantar...
Há-de colorir...
Há-de gritar...
Mas há-de gritar...
Mas há-de sempre...
Saber encantar...

No sonho...
No amor...
No sofrimento...
Na dor...

E voltas a dizer...

Há-de chorar...
Há-de fazer rir...
Há-de sorrir.

E eu digo-te...

Vamos sorrir...
Gritar e para sabermos...
O que é a vida...
Vamos Amar!...

LILI LARANJO