15 de novembro de 2011

Rezando o Evangelho de hoje - Lc 19, 1-10

.
.



COMO ZAQUEU

Senhor,
subo à arvore para Te ver,
mas estou tão importante,
no meu ser,
que não Te consigo encontrar!

Fixo bem o meu olhar,
mas nada vejo,
porque o meu coração,
cheio de mim,
muito pouco sabe amar.

Por um momento,
vejo-Te,
cruzam-se os nossos olhos,
e eu fico inundado de uma paz,
de uma alegria,
que me enche por completo.

Nasce em mim uma vontade,
de não ser,
como agora sou,
mas de me converter totalmente,
ao que o Teu olhar
me chamou.

Desço de mim,
abro-Te o coração,
dou-Te a chave da minha vida,
para que nela possas morar.

Descanso em Ti,
deixo que me envolvas,
que me ames,
como só Tu
sabes amar.

Acalmo todo o meu ser.

Senhor,
se Tu me habitas e amas,
que mais da vida
posso eu querer?



Monte Real, 15 de Novembro de 2011
.
.

2 comentários:

ontiano disse...

É assim que "canta" o coração???
Deve ser porque só um CORAÇÃO, grande... grande, pode cantar assim.

malu disse...

sim... :)

Amen.