27 de novembro de 2007

Pai

Pai,
é tão fácil, por vezes, confundir a minha vontade com a Tua!!!
Ás vezes perco-me na minha vontade de fazer "bem" as coisas, de tal maneira que nem sequer percebo que Tu já me ultrapassaste ou então estás à espera que "pare um pouco" para me aperceber da Tua presença! Perdoa-me, ajuda-me a não me disperçar no activismo do quotidiano e a saber ver a Tua presença em cada pessoa, em cada coisa, em cada instante do meu viver! Que eu saiba discernir a Tua vontade, que pode coincidir com a minha, mas nem sempre!
Obrigada pelo Teu imenso Amor!!!

2 comentários:

Ana disse...

Tu és Pai, a gloria da minha existência!

Maria João disse...

É verdade... Bem precisamos do dom do entendimento...

beijos em CRisto