15 de abril de 2010

Oração no deserto

.
.
Hoje, Senhor, estou assim, parece que pairando sobre a realidade da vida.
Nada me apetece, o meu coração não se move para Ti, nem para os outros.
Os pensamentos não se formam, as palavras não me saem, a oração é deserto em mim.
E no entanto, Senhor, sei que estás aí, que estás aqui, que estás em mim!
Ao dirigir-me a Ti, Senhor, algo vai mudando, e a inércia torna-se movimento de amor, que só Tu, Senhor, podes suscitar em cada um.
Para quê, Senhor, procurar razões para Te adorar, para Te amar, para a Ti, e para Ti me dirigir.
Basta uma, Senhor, e apenas uma:
O imenso e infinito amor que tens a cada um, o imenso e infinito amor que me tens!
Obrigado, Senhor, porque afinal em Ti e conTigo, tudo se transforma e a vida aparece cheia do sentido que Tu lhe dás.
Obrigado, Senhor, porque no deserto que havia em mim, Tu suscitaste uma pequena fonte de oração.
Em Ti, Senhor, confio e descanso, porque sei que me ouves, mesmo quando não Te falo.
Obrigado, Senhor!
.
.

6 comentários:

Manuel Filipe Santos disse...

Obrigado, Senhor!
Obrigado, Joaquim!

Zé Gusmão disse...

Ámen!

Daniele.. disse...

Agradecer sempre..

Obrigada Senhor, por mais um dia..
Obrigada Senhor, pela minha respiração..
Obrigada Senhor, por tudo que coloca em meu caminho..



Obrigada pela oração.
Amem..

poetaeusou . . . disse...

*
e satanás
em pleno deserto,
tenta Jesus:
,
Se és Filho de Deus manda que estas pedras se transformem em pães. Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus" (Mt.4:3-4)
,
saudações, deixo,
,
*

Maria disse...

Amigo Joaquim como eu o compree- ndo, creia que o meu percurso já passou muitas vezes por esse atalho.
Abraço fraterno, muita paz e muita luz.
Maria

Ser sempre mais! disse...

"Quisera eu...
Quisera eu encontrar-te
e junto a ti não te vi…
Quisera eu ouvir-te,
e o silêncio permaneceu…
Quisera sentir-te,
apenas deambulei entre as palavras…
Quisera eu conversar,
falei eu…
E fiquei ali junto a ti e sem ti.
Confia...
Confia porque te quero!"

O deserto doí, é uma luta, como podia não doer, não é uma simples solidão. É uma luta interior que doí, mas que leva à renovação!
Tal como nos projecta os 40 dias/40noites de Jesus no deserto, fez sentido e dele brotou a esperança!
Mas até lá luta-se, é um querer Deus e não ter e ao mesmo tempo sabê-lo bem ao lado, é escutar, escutar e parece que não há resposta, é deambular pela palavra e nada faz eco, até que enfim, sem mais, percebes que não podes desistir, porque:
ELE te diz: Confia! Confia porque te Amo.

Abraços confiados