23 de setembro de 2008

Santo Padre Pio


Meu Deus!
Não quero desesperar: não quero menosprezar a vossa infinita piedade.
Mas, não obstante todos estes esforços de confiança,
vivo num quarto lusco-fusco do vosso bandono e rejeição.
Meu Deus!
Eu confio em vós, mas esta confiança está cheia de tremores
e é isto que torna mais amarga a minha aflição.
Ó meu Deus!
Se eu pudesse compreender, por um instante apenas,
que este estado não é da vossa rejeição
e que, por isso, não vos estou a ofender,
estaria disposto a sofrer cem vezes mais este martírio.
Meu Deus...tende piedade de mim.

Santo Padre Pio

2 comentários:

Maria João disse...

Grande santo! O que ele sofreu.

Agradeçamos ao Pai pelo seu exemplo. Não esqueçamos que ele pediu para estar às portas do Céu e só entrar quando entrasse o seu íultimo filho...


beijos em Cristo e Maria

Pequena irmã em Cristo disse...

Que bonita oração! Transbordante de sofrimento... Que S. Pio nos ajude a penetrar no mar de dor do Coração de Jesus Cristo... E que ele nos espere às portas do Céu!

S. Pio de Pietrelcina, roga por nós, também teus filhos. Amen.

Gosto sempre de vir a este cantinho onde nada me entristece porque se sente sempre a presença de DEUS... porque é, verdadeiramente, APENAS ORAÇÃO!